Pedro Leopoldo flexibiliza buscando encontrar um equilíbrio entre a Pandemia e a economia

 

 O governo de Minas Gerais anunciou na semana passada, o retorno de algumas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte para a onda vermelha, dentre elas, Pedro Leopoldo. Com a flexibilização o comércio não essencial volta a funcionar.

 Diante da autonomia dos municípios para as diretrizes de cada localidade, em reunião do Comitê de Enfrentamento à COVID-19 da Prefeitura de Pedro Leopoldo, na última sexta-feira 16/04, ficou decidida a aplicação de normas exclusivas para o funcionamento do serviço não essencial, levando em consideração os indicativos locais, inclusive o aumento do número de óbitos. “Estamos saindo da onda roxa, o que não significa que teremos outras restrições. Apesar do índice de transmissão ter caído nos últimos dias, o número de óbitos só vem aumentando. Por isto, não é hora de relaxar”, destacou a vice-prefeita, Ana Paula Santos.

 De acordo com decreto publicado pela Prefeita Eloisa Helena, os bares e restaurantes podem abrir com restrição de horário (05 às 22 horas) e sem a venda de bebidas alcoólicas. Alguns estabelecimentos comerciais terão o seu horário escalonado, a fim de evitar as aglomerações. O descumprimento das medidas do decreto podem acarretar em multa para quem fugir das regras.

 Escalonamento:

 Além de manter a proibição da venda e consumo de bebida alcoólica em estabelecimentos comerciais e espaços públicos, alguns locais terão o horário escalonado, sendo alguns segmentos de 8h às 16h e outros, de 10h às 18h.

 No horário de 8h às 16h, de segunda à sábado, funcionam os setores de artesanato e objetos de arte, fogos de artifício, artigos esportivos, jogos eletrônicos, floriculturas, eletrodomésticos, móveis, artigos domésticos, livros, papelaria, reprografia e revistas.

 Já das 10h às 18h, também de segunda à sábado, funcionam as lojas de departamento e variedades, vestuário, joias e bijuterias, perfumaria e cosméticos. De acordo com as novas normas, igrejas e escolas de futebol, além de estabelecimentos que oferecem a prática de atividades físicas sem contato físico, podem funcionar, cumprindo as medidas de segurança e lotação máxima de 30%.

Outros estabelecimentos que não estão destacados no decreto, podem funcionar entre 05 e 22 horas, seguindo também todos os protocolos

sanitários. Atividades consideradas essenciais e de urgência não possuem limitação de horário de funcionamento, assim como a prática do delivery.

 Segundo a Prefeita Eloisa, diferente de alguns municípios que somente voltaram à Onda Vermelha, em PL optou-se por adpatar algumas regras devido à realidade do município. “Vamos flexibilizar buscando encontrar um equilíbrio econômico entre a nossa situação sanitária e econômica. Entendemos as necessidades dos comerciantes, mas os óbitos estão crescendo em Pedro Leopoldo e a vida tem que ser prioridade sempre. Meu pedido é, além da compreensão, que todos continuem se cuidando. Vamos fazer nossa parte para que logo isso possa acabar”, disse Eloisa.

 O decreto n° 2087 de 16 de abril de 2021, pode ser consultado na íntegra no site da Prefeitura Municipal

Rate this item
(0 votes)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.