Projeto Aprendiz Legal, que substitui o Rotativo Social, terá início em PL e 25 jovens serão atendidos Bookmark e Compartilhe
Publicado em: 07-11-2018


        O  Prefeito Cristiano Marião e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Regis Spíndula, assinaram o termo de fomento para o desenvolvimento do Projeto Aprendiz Legal, que substitui o Rotativo Social. O programa tem por objetivo formar, inserir e acompanhar jovens no mercado de trabalho, desenvolvendo neles a cidadania, a inclusão e a formação profissional empreendedora.

      O Aprendiz Legal é destinado prioritariamente aos jovens cadastrados no Cad’Único, em situação de vulnerabilidade social, atendidos e referenciados pelos CRAS ou CREAS. Os jovens com este perfil podem fazer suas inscrições nestes equipamentos. Eles serão selecionados de acordo com os critérios de vulnerabilidade e de perfil para os cursos oferecidos. Já existe uma lista de espera, mas os selecionados serão aqueles que mais se enquadrem nos critérios estabelecidos. Inicialmente serão atendidos 25 jovens (20 pela Prefeitura Municipal e 5 pela iniciativa privada). Para 2019, a expectativa é que outros 75 jovens sejam atendidos.

      De acordo com a Gerente de Relacionamento da Rede Cidadã, Cristiane Loureiro, a instituição tem por missão preparar cidadãos para vida e para o mercado de trabalho. Já o Prefeito Marião ressaltou que a atuação do Poder Público é muito importante para assegurar que os mais necessitados tenham acesso às oportunidades. “Por meio do Projeto Aprendiz Legal, muitos jovens terão portas abertas para a profissionalização, o mercado de trabalho e para a vida. Estamos em contato com as empresas para que juntos passamos atender mais jovens, contribuindo para o desenvolvimento daqueles que necessitam desse auxílio”, afirmou.








Construção e Hospedagem: Cabreu Voip
(22) 2778-3853 / (22) 99981-3490 - Whatsapp