Super user

Super user

Educando os futuros condutores ,um projeto para o " hoje e o amanhã ". Com o objetivo de conscientizar as crianças desde cedo sobre a segurança e responsabilidade de todos no trânsito a Guarda Civil Municipal de Pedro Leopoldo está realizando o “Projeto Trânsito na Escola”.

Até agora os agentes já estiveram em 14 escolas do Município, palestrando de forma lúdica para cerca de 4 mil crianças do infantil e do primeiro ao quinto ano. As visitas estão sendo realizadas tanto na rede pública quanto na rede particular de ensino, tendo em vista que a organização do trânsito depende da conscientização de toda a sociedade.

A InterCement enviou resposta para a Câmara Municipal de Pedro Leopoldo após o convite do Presidente Paulinho da Farmácia para explicações sobre a situação da empresa em Pedro Leopoldo. O representante utilizaria a Palavra Livre da 22ª Reunião Ordinária, realizada na última segunda-feira (8).

Segundo a empresa, o convite não pôde ser aceito devido ao foco na mudança que aconteceu recentemente. “Com respeito e consideração, informamos que infelizmente, com a equipe de gestão totalmente voltada às demandas internas decorrentes dessa mudança, não temos condições de enviar um representante conforme solicitado”, escreveu na nota.

A empresa esclareceu ainda que para manter a força no mercado precisou fazer mudanças na maneira de trabalhar.

“Para garantir a competitividade em um cenário ainda desafiador de recuperação macroeconômica no País, anunciamos que a unidade em Pedro Leopoldo passará a operar exclusivamente como centro de distribuição de cimento. Para garantir a eficiência na distribuição de cimento ao mercado regional, em Minas Gerais, realizamos a adequação da estrutura organizacional. Com isso, cerca de 57% dos profissionais do quadro efetivo da InterCement em Pedro Leopoldo permanecem na empresa, atuando na própria unidade ou transferidos para outros unidades”, acrescentou.

Por fim, a InterCement garantiu ainda que realiza um mapeamento de oportunidades em outras empresas e promove encaminhamento para recolocação no mercado de trabalho.

 No plenário da Câmara Municipal a Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Ana Paula Simões, teve a oportunidade de apresentar o Sistema Único de Assistência Social, as ações previstas para este público e os serviços executados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS. “Fiz uma avaliação positiva da audiência pública. Foi muito importante o diálogo estabelecido junto aos participantes e parlamentares esclarecendo o contraponto entre as ações assistencialistas e os serviços ofertados pela política pública de Assistência Social”, disse a Secretária de Desenvolvimento.

Atualmente existem 42 moradores em situação de Rua em Pedro Leopoldo, sendo que apenas nove deles são da cidade e 45% destes têm entre 30 e 50 anos de idade. Mais de 50 % do total está nas ruas por algum tipo de dependência química, menos de 30% por transtorno mental e 13% por alcoolismo. “Estes dados são base para a avaliação sobre a real demanda de implantação de um Centro Pop e uma unidade de acolhimento para este público no município, uma vez que somente um pequeno contingente de usuários possui residência e/ou é natural desta cidade. Mas entendo que o Município não possui condições financeiras para esta realização neste momento. Mas fica a reflexão para a possibilidade no futuro. Mas ainda é importante dizer que, utilizando Belo Horizonte como referência, pode-se constatar que  a existência de um equipamento como o Centro Pop por si só não garante a não existência da população em situação de rua”, disse Ana Paula.

A Secretária de Desenvolvimento Social deixou ainda um encaminhamento para a construção de um grupo de trabalho formado por representantes do Poder Executivo, Poder Legislativo, Conselho Municipal de Assistência Social, sociedade civil organizada e população em situação de rua para discussão acerca deste fenômeno em Pedro Leopoldo.

A Prefeitura Municipal realiza diversas ações que visam a reinserção social da população de rua via Cras e Creas. A partir deste ano, acompanhando o que determina a Política Nacional de Assistência Social, os moradores em situação de rua passaram a ser público prioritário do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos em Pedro Leopoldo, uma aposta da atual gestão na construção de projetos de saída de vidas das ruas. As atividades buscam o desenvolvimento de políticas de equidade com fomento à saúde desta população e envolveram recentemente a prevenção aos agravos por meio da vacinação e o levantamento das necessidades odontológicas, além de constantes rodas de conversas que buscam orientar, conhecer as histórias de vida e procurar reestabelecer laços familiares e comunitários.

Nina foi premiada com a segunda colocação entre os 13.900 alunos participantes neste primeiro semestre, através dos onze comandos regionais da Polícia Militar na capital e no interior do Estado. Pelo brilhante trabalho Nina Goretti recebeu como prêmio uma bicicleta durante a solenidade de formatura representativa de todas as turmas do Proerd em Minas, deste primeiro semestre. “Estou muito feliz com o prêmio e por ter minha redação escolhida entre as melhores, entre tanta gente. O Programa é muito bom e vou levar os ensinamentos pra sempre”, disse Nina.

A aluna recebeu o prêmio das mãos do governador do Estado, Romeu Zema, e do comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Giovanne Gomes da Silva, no auditório JK, na Cidade Administrativa, na manhã desta quinta-feira, 11 de julho. Também participaram da cerimônia de premiação o Coronel PM Diretor de Apoio Operacional, Alexandre Magno, a Coronel Kerley da Silva Almeida, Comandante da Décima Nona Região da Polícia Militar, o instrutor do Proerd em Pedro Leopoldo, Soldado PM Edevanderson e demais autoridades civis e militares. Quem também esteve na solenidade e se disse bastante orgulhosa pelo reconhecimento foi a diretora da Escola Municipal Izabel Gomes Teixeira, Jeanne Fonseca. “É um orgulho muito grande para a direção da Escola ver o empenho de nossos alunos sendo reconhecido. A Nina representa muito bem o comprometimento de toda nossa comunidade escolar, incluindo diretores, funcionários, pais e alunos. O trabalho desenvolvido pela Escola Municipal Izabel Gomes, com total apoio e parceria da atual administração através da Secretaria de Educação, só trem trazido resultados positivos para todos, principalmente para os alunos, que são nosso principal foco, e isto é muito gratificante!”, salientou a diretora.

Nina é filha de Antônio Marcos Alberto e de Maria Goretti Ferreira Alberto, residentes no bairro Santa Fé. A premiação da aluna enalteceu ainda mais o trabalho feito pelo Proerd na cidade de Pedro Leopoldo. A iniciativa é considerada o maior programa público de prevenção ao uso de drogas e à criminalidade de todo o país.

 A mudança de urgência foi uma medida necessária encontrada pela atual administração para que o órgão não fosse transferido para outro município, uma vez que o Governo de Minas Gerais anunciou que não irá mais pagar o aluguel do espaço alegando contenção de gastos.

O Prefeito Cristiano Marião lamentou a decisão do Governo de Minas Gerais. “O que o Secretário de Estado de Fazenda nos disse foi que para cortar gastos iriam parar de pagar o aluguel onde funciona atualmente a Administração Fazendária e que iriam transferi-la para Vespasiano, já que lá eles possuem imóvel próprio. Tivemos que agir rápido para impedir que isso acontecesse e para que os pedroleopoldenses não ficassem prejudicados. Foi então que decidimos abrigar o órgão no prédio da Prefeitura”, disse o Prefeito.

Para Marlete Perácio, Chefe AF/2º Nível Pedro Leopoldo, da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais o espírito de parceria que sempre permeou as relações entre a Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais e a Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo e a sensibilidade do Prefeito Cristiano Marião foram essenciais para manter a unidade no município. “Considerando o cenário de dificuldades econômico-financeiras pelas quais passa o Estado, a Superintendência Regional da Fazenda de Belo Horizonte, visando continuar a prestação de serviços de excelência ao município de Pedro Leopoldo, solicitou a valorosa contribuição da Prefeitura Municipal para a cessão de espaço objetivando alocar a Administração Fazendária Estadual. O Prefeito Sr. Cristiano Elias dos Reis Costa, apesar de todas as suas desafiadoras demandas, atento às necessidades da população e sensível ao pleito da Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais, atendeu à solicitação e os preparativos para a mudança já se iniciaram”, destacou Marlete.

Diante da ameaça do Governo do Estado em tirar a sede da AF de Pedro Leopoldo, as instalações do prédio da prefeitura já estão sendo adaptadas e reformadas para receber o órgão, uma vez que existem algumas exigências para o seu funcionamento, como, por exemplo, a metragem do espaço.

A Administração Fazendária funciona há alguns anos à Rua João Evangelista, número 5, esquina com Dr. Herbster, Centro. Em breve as adaptações no prédio da Prefeitura estarão concluídas e o atendimento passará a ser realizado na Prefeitura Municipal, Rua Cristiano Otoni, 555.

         Objetivando prevenir acidentes com a utilização de cerol e linha chilena na cidade a G.C.M durante o período de férias intensificou o trabalho realizando a apreensão destes objetos. Nesta terça-feira (09-07) na Praça José Elias Da Costa durante abordagem foram localizados com dois indivíduos, (01) recipiente contendo pó de vidro (utilizado para fabricação do cerol), (01) lata contendo cerca de 300 metros de linha chilena , (carretel) e (03) pipas que estavam ligadas a referida linha chilena. O cerol é fabricado com cola e pó de vidro, a Linha chilena tem como componentes, óxido de alumínio e quartzo moído, o que lhe confere poder de corte muito superior o que agrava o risco e o perigo de seu uso proporcionando um grau de letalidade ainda maior.

        O uso do Cerol é crime passível de prisão e o responsável pode pagar multa de até R$ 1.500 reais.

     Funcionários Públicos De Pedro Leopoldo vão realizar votação para composição de nova mesa diretora.  A comissão provisória para Eleição da Associação dos Servidores Públicos Municipais de Pedro Leopoldo, através do seu presidente Senhor Ivan Luiz Vieira da Silva, convoca todos os servidores efetivos do Executivo e do Legislativo para participarem da Assembléia Geral de criação, aprovação, eleição e posse do Conselho Administrador e Fiscal da Associação dos Servidores Públicos Municipais de Pedro Leopoldo.

Data: 17 de julho de 2019

Horário: 18 horas no Sinticomex. Os servidores deverão apresentar documento para identificação do Servidor Municipal

        Com os termômetros marcando mínimas de até 5° graus, alunos do Tempo Integral da Escola Municipal Alice Lobato Martins receberam nesta terça-feira (9), cerca de 20 novos cobertores que foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Educação de Pedro Leopoldo para que alunos fiquem mais confortáveis e aquecidos durante o tempo de descanso nas atividades escolares.

       Todas as escolas de tempo integral do município irão receber os cobertores.

Autor da ação deverá receber R$ 25 mil por danos morais e R$ 50 mil por prejuízos estéticos

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou o estado de Minas Gerais a indenizar um cidadão, por danos morais e estéticos, em R$ 75 mil. Ele teve a perna direita amputada até a coxa por falta de tratamento adequado.

O homem afirma que foi internado no Hospital Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Muzambinho em abril de 2011, com uma fratura exposta.

No atendimento, o médico verificou a necessidade de acionamento do SUS Fácil, visando à transferência do paciente, em caráter de urgência, para outra unidade de saúde com estrutura melhor.

O paciente alega que, por falha do poder público, a transferência não ocorreu, tendo sido necessária a amputação do membro acima do joelho no dia 10 do mesmo mês. Diante disso, ele ajuizou demanda exigindo indenização por danos morais e estéticos.

O estado, em sua defesa, alegou que o paciente não conseguiu comprovar o nexo entre a necessidade do procedimento de amputação e a omissão ou demora do atendimento.

O juiz Flávio Umberto Moura Schmidt entendeu que o estado tem responsabilidade objetiva, ou seja, responde pelo prejuízo causado, bastando haver o nexo de causalidade entre conduta e o dano. Ele arbitrou o dano moral em R$ 25 mil e os danos estéticos, em R$ 50 mil.

O recurso foi examinado pelo desembargador Moacyr Lobato. O relator manteve a decisão, por entender que havia provas de sequelas permanentes e de que elas decorreram da lentidão no atendimento, que acarretou lesão vascular e necrose, e da ausência de especialista no hospital que pudesse evitar a medida extrema.

O restante da turma julgadora, formada pelos desembargadores Luiz Carlos Gambogi e Wander Marotta, confirmou a sentença.

          O posto localizado a Rua Lateral número 640, ao lado do Caixote foi assaltado. Segundo o frentista, aproximaram dois indivíduos, um pelo Ribeirão e outro veio da Rodovia MG 424, sendo que este último sacou um arma escura pequena e anunciou o assalto, dizendo que não queria "escrachar" ninguém, só queria "a nota", o criminoso subtraiu cerca de R$120,00 do posto e o outro autor subtraiu o aparelho celular marca LG e R$50,00 de um cliente do posto.

         Logo em seguida evadiram para o ponto de ônibus ali próximo onde de acordo com as pessoas que estavam no ponto viram esses dois autores entrando em um uno de cor preta e evadindo sentido Belo Horizonte. Não foi possível tentar localizar o aparelho celular, uma vez que uma das vítimas não soube informar dados para localização do celular

Página 1 de 2